google analytics

segunda-feira, 13 de junho de 2011

O Retrato de Jesus Cristo

Especialistas ingleses e suíços analisam lâminas de bronze encontradas na Jordânia que poderiam conter um retrato de Jesus, ao mostrar o rosto de um homem com uma coroa de espinhos e a inscrição “Salvador de Israel”.
Conforme informa o jornal britânico Daily Mail, os 70 códices de bronze foram encontrados entre os anos 2005 e 2007 em uma colina com vista ao Mar da Galiléia. As peças atualmente são avaliadas sob estrita confidencialidade por peritos na Inglaterra e Suíça para determinar sua antigüidade e procedência, mas se estima que datariam do século I da era cristã.
O códice mais chamativo tem o tamanho de um cartão de crédito, está selado por todos lados e oferece uma representação em três dimensões de uma cabeça humana.
O dono dos códices é Hassan Saida, um caminhoneiro beduíno que vive na aldeia árabe de Umm Al-Ghanim, Shibli. Ele negou-se a vender as peças e só cedeu duas amostras para que sejam analisadas no exterior.
Segundo o jornal, as peças foram encontradas originalmente em uma cova da cidade de Saham na Jordânia. A cova está a menos de 160 quilômetros de Qumran, a zona onde se acharam os famosos papiros do Mar Morto, uma das evidências mais famosas da historicidade do Evangelho.

Enquanto arqueólogos realizam o estudo para legitimar as peças encontradas, resta-nos como o mais verdadeiro retrato de Jesus Cristo, um texto descritivo, de valor incomensurável, escrito por Públio Lêntulus,
Públio Lêntulus é contemporâneo de Jesus Cristo e em um documento dirigido ao imperador Tibério César fez uma descrição física e espiritual de Jesus. Uma descrição de quem realmente viu-o, e no caso assistiu às pregações de Cristo. Esta carta que encontra-se exposta em Jerusalém, foi escrita ainda durante a vida de Jesus Cristo e é portanto o retrato mais fiel que se pode ter, mais ainda que qualquer texto bíblico, por haver sido escrita na época considerada. Leia o texto e revele você mesmo o retrato em sua mente: “Sabendo que desejais conhecer quanto vou narrar-vos, escrevo-vos esta carta. Nestes tempos apareceu na Judéia um homem de virtudes singulares, que se chama Jesus e que pelo povo é chamado de ‘O Grande Profeta’. Seus discípulos dizem ser ele o ‘Filho de Deus’. Em verdade, ó César, cada dia dele se contam raros prodígios: ressuscita os mortos, cura todas as enfermidades e tem assombrado Jerusalém com sua extraordinária doutrina. É de estatura elevada e nobre, e há tanta majestade em seu rosto que aqueles que o vêem são levados a amá-lo ou a temê-lo. Tem os cabelos cor de amêndoa madura, separados ao meio, os quais descem ondulados sobre os ombros, ao estilo dos nazarenos. Tem fronte larga e aspecto sereno. Sua pele é límpida e corada: o nariz e a boca são de admirável simetria. A barba é espessa e tem a mesma cor dos cabelos. Suas mãos são finas e longas e seus braços de uma graça harmoniosa. Seus olhos são plácidos e brilhantes, e o que surpreende é que resplandem no seu rosto como raios do sol, de modo que ninguém pode olhar fixo o seu semblante, pois quando refulge, faz temer, e quando ameniza, faz chorar. É alegre e grave ao mesmo tempo. É sóbrio e comedido em seus discursos. Condenando e repreendendo, é terrível; instruindo e exortando, sua palavra é doce e acariciadora. Ninguém o tem visto rir. Muitos, porém, o têm visto chorar. Anda com os pés descalços e com a cabeça descoberta. Há quem o despreze vendo-o à distância, mas estando em sua presença não há quem não estremeça com profundo respeito. Dizem que este Jesus nunca fez mal a ninguém, mas, ao contrário, aqueles que o conhecem e com ele têm andado, afirmam ter dele recebido grandes benefícios e saúde. Afirma-se que um homem como esse nunca foi visto por estas partes. Em verdade, segundo me dizem os hebreus, nunca se viram tão sábios conselhos e tão belas doutrinas. Há todavia os que o acusam de ser contra a lei de Vossa Majestade, porquanto afirma que reis e escravos são iguais perante Deus. Vale, da Majestade Vossa, fidelíssimo e obrigadíssimo. (ass.) Públio Lêntulo, Presidente da Judéia”.
Paulo Sotter

fonte:http://blogdosotter.blogspot.com/2011/06/o-retrato-de-jesus-cristo.html

Um comentário:

  1. Passei aqui, lendo o seu blogue. Estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. Eu, já vos sogo pelo tuiter
    Abraços e felicidades.

    ResponderExcluir