google analytics

terça-feira, 31 de maio de 2011

Postagem Especial:Nota de esclarecimento aos estudantes do IFCE e da UECE

Camaradas estudantes nos últimos dias,vimos  em vários  Campus da UECE e do IFCE, tem-se observado cartazes de uma Organização (Assembléia Nacional dos Estudantes Livres – ANEL), clamando os estudantes a um Congresso Nacional de Estudantes. Mas o que estar em jogo não é esclarecido por seus membros.


Quem é a ANEL?
A Assembléia Nacional dos Estudantes Livre (Anel) foi criada em 2009 pelo PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado) depois da tentativa fracassada e da falência da criação da CONLUTE (Coordenação de Luta dos Estudantes). Ambas as organizações foram criadas pelo PSTU para dividir a luta dos estudantes nas universidades e escolas. A Anel é uma invenção do PSTU para ter seu próprio negócio, já que perderam espaço na UNE (União Nacional dos Estudantes), por causa de seu sectarismo perdeu influencia entre os estudantes, decidindo assim criar sua própria organização para ser hegemônicos.
Quem é a UNE?
A União Nacional dos Estudantes (UNE) existe desde 1938 e esteve presente desde então em todos os acontecimentos importantes da vida do país. Foi a UNE a primeira entidade a defender a criação da Petrobras na campanha “O Petróleo é nosso”. Também ela esteve à frente das mobilizações contra o nazi-fascismo na Segunda Guerra Mundial.
Durante a ditadura militar, o movimento estudantil foi um dos principais pólos de resistência da luta democrática e, por isso, muitos foram perseguidos e a UNE, banida. Mas nem a tirania nos calou e vieram as Diretas Já para por fim ao regime dos generais.
Depois, já na década de 90, fomos capazes de lutar e derrubar o presidente Collor e resistir ao processo de sucateamento da educação e entrega do patrimônio brasileiro. Conseguimos remar contra aquela maré brava e ajudar nosso país a chegar aos dias de hoje mais forte, com possibilidades reais de melhorar ainda mais.Sempre com independência frente a governos e partidos, esta a história da União Nacional dos Estudantes – uma entidade necessária para o Brasil.Em julho de 2011, a UNE realizará seu 52º Congresso. É o evento mais importante e mais representativo da juventude brasileira, que reúne estudantes de todos os estados do país para discutir os problemas e as soluções para melhorar a educação.
Os Congressos ocorrem bienalmente e nestes são aprovadas as propostas pelas quais a entidade lutará no próximo período e é eleita a nova diretoria.
Portanto, a UNE é a verdadeira e legitima entidade de representação dos estudantes brasileiros, e chamamos toda a classe estudantil a repudiar as tentativas de grupos por interesses particulares querendo ludibriar os estudantes a dividir a nossa classe.
Porque a UNE somos nós, nossa força e nossa voz.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Jesus é alegria para a nossa vida

Ter Jesus como Senhor e Salvador pessoal, nos torna seres humanos felizes. Pois a Palavra de Deus alimenta a nossa alma que nos faz transbordar de felicidade e de alegria. A Palavra de Deus gera vida para a nossa alma e alimenta o nosso espirito.
Louvado seja Deus pela a sua Santa Palavra!
Deus abençõe a todos!
Elenice Rabelo

terça-feira, 24 de maio de 2011

Namoro com não crente

Muitos jovens são tentados a namorar com pessoas que não são crentes. De acordo com a Bíblia, essa prática é pecado.

“Não se juntem com descrentes para trabalhar com eles. Pois como é que o certo pode ter alguma coisa a ver com o errado? Como é que a luz e a escuridão podem viver juntas?

Como podem Cristo e o Diabo estar de acordo? O que é que um cristão e um descrente têm em comum?

Que relação pode haver entre o Templo de Deus e os ídolos? Pois nós somos o templo do Deus vivo, como o próprio Deus já disse: “Eu vou morar e viver com eles. Serei o Deus deles, e eles serão o meu povo.” - 2 Co 6.14-16 – NTHL

Como a Bíblia diz, não existe nada em comum entre o crente e o descrente e é justamente aí que estão todos os problemas e conseqüências do namoro misto.

Primeiro vamos entender o significado de jugo. Segundo o dicionário contido no Ilumina, jugo significa:

1) Peça de madeira que se prende com correias ao pescoço de animais de carga, para que assim possam puxar uma carroça ou um arado (Nm 19.2; 1Sm 6.7).

2) Em sentido figurado: domínio, opressão (Gn 27.40; Jr 28.2; Gl 5.1); sofrimento (Lm 3.27); obediência (Mt 11.29-30); aliança (2Co 6.14); trabalho (Fp 4.3).

Então a Bíblia quer nos mostrar (no sentido figurado) que quando o crente namora uma pessoa não-crente, está junto com ela numa missão – no sentido figurado utilizado na Bíblia, puxar uma carroça ou um arado; ou então que ela se coloca debaixo do domínio ou opressão, em aliança com o não-crente.

Por estar debaixo de uma aliança com o não crente e sob o domínio dele, o crente sofre para poder servir a Deus e muitas vezes até se desvia. É o caso da moça que é proibida de ir a Igreja pelo namorado; do rapaz que é tentado pela moça não-crente a ter relação sexual antes do casamento; da moça que é forçada a acompanhar o namorado em bailes do mundo ou em barzinho; do rapaz que é influenciado pela moça a beber e muitos outros exemplos que talvez você já tenha presenciado na vida de algum irmão ou irmã.

Ainda que o não-crente não influencie ou não proíba o culto ao Senhor, sempre haverão problemas. Esses problemas acontecem na caminhada da missão. Gostaria de exemplificar através do significado do jugo: dois animais não podem puxar uma carroça em sentidos oposto; então um crente não pode caminhar com o não-crente, porque senão um caminhará para um lado e o outro para o lado oposto, não curtirão as mesmas coisas, agirão de forma diferente, buscarão objetivos diferentes.

Sendo assim, não há nada que justifique o namoro entre o crente e o não-crente.

Sei que muitos jovens reclamam da dificuldade em encontrar alguém para dividir a vida nas Igrejas. Alguns dizem que não há ninguém na Igreja que o atraia, que os rapazes não querem saber de namoro sério, que não tem moças ou rapazes na Igreja solteiros, etc. Mas acredite, Deus tem sempre alguém reservado. De qualquer maneira, nada justifica a desobediência a Deus.

Mas talvez o seu coração esteja questionando, porque se apaixonou por uma pessoa não crente - que parece ser alguém maravilhoso(a); e portanto não consegue ver nenhum problema nesse relacionamento.
Bom... Deus não quer estragar sua benção e nem lhe deixar triste, Ele quer que sua benção seja completa! Na verdade Deus trabalha para que todos se convertam.

Conheço alguns casais que se apaixonaram em jugo desigual, porém não tiveram nenhum tipo de relacionamento até que o jugo desigual acabasse. A única maneira do jugo desigual terminar, é o não-crente se tornar crente. Mas atenção! É preciso tomar muito cuidado com as armadilhas, pois já vi muitos não-crentes disserem que se converteram só para conquistar a pessoa amada e depois revelaram que era lobos em pele de cordeiros.

Para evitar essa armadilha, o melhor meio é que o não-crente comece a freqüentar uma Igreja Evangélica (de preferência da mesma denominação, ou então com doutrinas similares) que não seja a mesma do não crente. Lá ele vai aprender a Palavra e se converter por Jesus - e não por causa da pessoa amada; e se realmente existe o amor, vai saber esperar esse processo.

Saiba esperar o tempo de Deus, e busque sempre a pessoa certa para sua vida. Não estrague a sua vida com um relacionamento contra a vontade de Deus.

Vejo o sofrimento em muitas pessoas que são casadas em jugo desigual. É parecido com a encenção abaixo:




Não recomendo isso pra ninguém, portanto siga o conselho de Deus:

Nunca comece um relacionamento em jugo desigual!

fonte: http://casaisnaplenitude.com.br/page_64.html

Namorar, ficar, paquerar... Cuidado com as ciladas do diabo

O namoro sempre existiu em diversas culturas através dos tempos. É a forma de duas pessoas se conhecerem melhor e, com mais intensidade, alguém com quem se pretende ter um relacionamento sério com vistas ao casamento. Mas, atualmente, para muitos jovens o namoro convencional perdeu status.

Não é de agora, por exemplo, que os jovens usam o termo "ficar". A expressão surgiu na década de oitenta entre os adolescentes de 13 aos 17 anos que buscavam simplesmente o prazer sem qualquer perspectiva de compromisso. Ou seja, é um comportamento em que os jovens conversam, se beijam, se abraçam e até têm relação sexual, sem nenhuma responsabilidade pós-encontro. Não há nenhum vínculo emocional, afetivo,espiritual e, muito menos, trocas de endereço e telefone.

O "ficar" é uma armadilha do Diabo

Para o pastor Gilson Bifano, diretor e conferencista do Ministério Oikos (Ministério Cristão de Apoio à Família) esta prática não deve ser seguida pelos jovens cristãos. "Se ele tem um compromisso com Deus e encara o seu corpo, a sua sexualidade, como a Palavra diz, ele não vai ter esse comportamento. Devemos ser diferentes; sal e luz do mundo", enfatiza o pastor. Na visão dele, o "ficar" é uma estratégia de Satanás para minar a pureza moral da juventude, neutralizar seu testemunho, e, posteriormente, estragar seus lares.

"O diabo utiliza vários métodos para levar o homem ou a mulher a uma relação sexual fora dos padrões de Deus. A Bíblia diz : "Não vos defraudeis uns aos outros". Defraudar é passar dos limites da intimidade com uma outra pessoa que não seja o seu cônjuge. O texto declara que o sexo é para ser desfrutado entre o homem e a mulher no contexto do casamento. E o 'ficar', conhecido antigamente como o 'arrocho', é uma fonte de excitação, em que beijos ardentes e carícias em partes íntimas são praticados. Dificilmente, um jovem conseguirá ter uma vida de santidade em um relacionamento passageiro, sem um peso de responsabilidade e compromisso', enfatiza.

A juventude precisa de santidadeSegundo Bifano, há uma grande diferença entre pureza e virgindade, já que alguns adolescentes se guardam para o casamento, mas mantêm outras práticas sexuais. Em contrapartida, existem pessoas que "perdem a virgindade" e, depois de se converterem, se arrependem e evitam a intimidade antes do casamento.

Para o pastor, a juventude cristã precisa repensar a sua atitude em relação ao namoro, ao noivado e ao casamento, não segundo a ótica do mundo que está sem Deus, mas dentro de uma visão bíblica equilibrada. "O tempo todo a televisão, o rádio, os jornais, as revistas, as músicas, as novelas e os filmes veiculam campanhas de incentivo ao sexo com o uso da camisinha. O importante não é ter relação sexual antes do casamento, mas sim a falta do preservativo. Com isso, os jovens estão absorvendo esta visão não cristã da sexualidade. É necessário influenciar mais e ser menos influenciado", comenta Bifano.

As conseqüências do "ficar"A proposta do "ficar"é levar esta geração a experimentar um pouco do outro de uma forma leviana. Além de gerar traumas, frustrações, decepções e até uma gravidez precoce. Segundo Gilson, os pais têm uma parcela de culpa nisso, já que muitos não orientam seus filhos. A questão da informação não é só da igreja, nem da escola. O que tem acontecido hoje é que a família tem transferido sua responsabilidade, e o resultado disso é uma vida sexual fora dos parâmetros bíblicos.

Esta tarefa tem que começar em primeiro lugar na família. E os pais devem estar capacitados para que haja um diálogo franco, contínuo e sem tabus. "Três coisas não são faladas muito em família: morte, dinheiro e sexo. Estes assuntos devem ser tratados no lar, de maneira natural, não apenas em forma de sermões, mas em uma conversa natural com os filhos desde cedo, sempre respeitando, é claro, as faixas etárias", alerta Gilson.

O Namoro CristãoGilson Bifano acredita que existem princípios para o namoro cristão. E um deles é justamente o não "ficar". Um relacionamento segundo a visão cristã é um período de conhecimento mútuo, de aprofundamento da amizade. "A intimidade física não é compatível neste período. Ela só deve acontecer, segundo a Palavra de Deus, no contexto do casamento", enfatiza Gilson.

"O texto de Gênesis 2.24 diz: 'Portanto, deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-à à sua mulher, e serão ambos uma só carne'. Neste trecho existe uma seqüência. Quando se tem esta experiência de ser uma só carne, antes de se casar, há quebra de princípio bíblico. E isso pode, e tem trazido, muitos problemas", relata o pastor.

A Igreja e seu papel

Na opinião dele, os pastores precisam falar mais sobre este assunto, sem condenação. "A igreja tem que parar de apenas dizer que é proibido, mas também educar. Dar condições aos jovens para que eles não façam o que é condenado pela Palavra de Deus. É necessário um trabalho de conscientização em que a juventude seja esclarecida das conseqüências que advêm da quebra dos preceitos bíblicos. Isso pode ser feito através de palestras, congressos etc.", adverte.

Para os jovens cristãos que estão na moda do "ficar", o pastor dá alguns conselhos: 1- Repense no que Deus tem para sua vida.

2- Se está se relacionando indevidamente com alguém, deve reconhecer que esta não é a vontade de Deus e parar com tal atitude.

3- Deus perdoa nossos pecados. Ele morreu na cruz para perdoar os erros da humanidade. E, com certeza, a partir deste reconhecimento, Deus vai honrar e abençoar os seus caminhos.

fonte : http://www.crentes.net/artigo/namorar-ficar-paquerar-cuidado-com-as-ciladas-do-diabo.php

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Tem horas que só Deus para nos consolar.

Tem horas na vida da gente que só Deus para nos proporcionar o consolo para situações dificies que atravessamos ao longo da nossa vida. Existe dores na nossa alma que parece que não tem fim. Mais o Senhor Jesus através da presença do Espírito Santo nos consola.
É preciso ser forte em meio as lutas e as adversidades da vida. As tristezas que enfrentamos nos torna mais sabios e capazes de seguir em frente. Mais nada jamais é esquecido. Tudo é sempre lembrado e guardado em nossa alma.
Elenice,
Deus abençoe a todos!